ORIGEM

O interesse pela arte e o gosto peculiar pela utilização de um material nobre, a Madeira, não é um sentimento recente e remonta a tempos mais remotos que datam do início de século XX.

Os escassos registos familiares indicam que, numa geração de pais e filhos, Bernardo Vilão Simões, descendente de uma família coimbrã, terá sido o Ser responsável pelo carinho que a geração atual demonstra diariamente no exercício da sua atividade profissional.

A sua influência terá marcado significativamente a cultura artística das diferentes gerações que o precederam.

Dada a carência de recursos tecnológicos naquela época, Bernardo revelava-se artisticamente quando produzia, com os poucos meios que dispunha, ferramentas de trabalho, específicas para trabalhar madeira.

O seu know-how aquele nível proporcionou-lhe trabalho nas linhas de caminhos-de-ferro (na altura ainda em construção) mais especificamente na construção de armazéns que apoiavam os comboios dedicados ao transporte de mercadorias.

Uma das suas deslocações ao Porto proporcionou-lhe um encontro inesperado que iria mudar o rumo da sua vida. As visitas frequentes a Vila Nova de Gaia, vila onde namorou e mais tarde casou, levou-o a estabelecer raízes afetivas com essas terras vizinhas do Douro.

origem_01
origem_02

A profissão de carpinteiro foi assim continuada próxima da Estação das Devesas, onde exerceu a sua especialidade.

A qualidade do seu trabalho foi sendo cada vez mais apreciada, possibilitando-lhe, anos mais tarde, a abertura de uma pequena oficina com alguns colaboradores, prestando serviços e realizando trabalhos de carpintaria em geral.

A sua sabedoria artesã foi passada para os seus dois descendentes homens diretos, Serafim e David Pereira Simões que, com o passar do tempo, demonstravam ser fiéis sucessores da filosofia laboral do pai, muito embora apresentassem aptidões diferenciadas dentro da mesma área.

As vidas familiares de ambos os irmãos desenrolaram-se próximas uma da outra o que facilitou a criação de uma outra pequena oficina, agora sob gerência do irmão mais novo, Serafim Pereira Simões, destinada a operar no domínio da carpintaria mecânica.

Esta última atividade era, exclusivamente, da responsabilidade do irmão mais velho, David, cujos trabalhos desenvolvidos revelavam uma qualidade de execução sem precedentes.

A habilidade de realizar obras que só estavam ao alcance de algumas mentes mais brilhantes, quer do ponto de vista tecnológico quer do ponto de vista artístico, proporcionou a David a capacidade de exercer uma profissão liberal, como carpinteiro de moldes, muito embora estivesse sempre ligado à empresa fundada pelo irmão, pois necessitava dos recursos técnicos que este dispunha para laborar.

A aquisição de algumas máquinas fomentou a qualidade crescente dos trabalhos realizados e a capacidade de realizar outros mais específicos, cada vez mais complexos, o que veio favorecer a popularidade da empresa no seio das principais concorrentes. A empresa SPSS Lda surge assim em 1913 como uma pequena carpintaria mecânica que ao longo dos tempos se transformou numa conceituada oficina de objetos e mobiliário de coleção.

origem_03
origem_04